POR QUE?

Há mais de 100 anos, quando o futebol chegou ao Brasil, ele era praticado quase que exclusivamente pelas elites locais das grandes cidades brasileiras. Rapidamente, porém, o caráter democrático do jogo fez com que sua prática se espalhasse por todas as comunidades pobres do país. Dos pés de ex-escravos, caipiras, mestiços e analfabetos, trabalhadores em sua maioria, surgiu a escola brasileira de jogar futebol, eternizada na figura de Mané Garrincha. Nas arquibancadas, o povo também desenvolveu as suas culturas e as suas maneiras de torcer, de fazer a sua festa, de participar do esporte nacional.

Hoje, a brutal transformação do futebol em negócio tem seu capítulo mais perverso na realização da Copa da Fifa de 2014. Trabalhadores, moradores e torcedores pobres, todos vem sendo sistemática e violentamente varridos pra fora do cenário. Mas o futebol popular não morreu: resiste em cada campo de várzea, em cada jogo na rua, em cada pelada, baba ou bate-bola nos espaços cada vez mais escassos para a prática popular do esporte, graças à especulação imobiliária e ao total descaso do poder público com a população pobre do país.

Pensando nisso e como forma de se contrapor à elitização do futebol e à gentrificação dos bairros pobres de São Paulo, o Comitê Popular da Copa-SP convida os movimentos sociais para a I Copa Rebelde dos Movimentos Sociais.

Anúncios

2 comentários sobre “POR QUE?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s